TDC 2018
São Paulo
Um dos maiores encontros de comunidades e empresas no Brasil

Trilha Go Performático ao extremo!

Venha conhecer pessoas, histórias e casos sobre essa que não só é uma das mais amadas, mas também é uma das linguagens de mais crescente demanda no mercado.

Palestras

Importante: A grade de palestras está sujeita a alterações sem prévio aviso.
Conteúdo
08:00 às 09:00 Credenciamento e recepção dos participantes

Todas as pessoas inscritas, palestrantes, coordenadores e de imprensa, devem retirar seus crachás e kit do congressista nos balcões de credenciamento localizados na entrada do evento, para obterem acesso às salas e Auditório Principal.

09:00 às 10:00 Abertura do evento no Auditório Principal

Após o credenciamento, convidamos os participantes a comparecerem ao auditório para receberem as boas vindas por parte dos realizadores e patrocinadores.

Neste keynote de abertura, todos serão orientados sobre o funcionamento do evento, destaques e outras novidades.

10:10 às 11:00 Go: Iniciando a jornada pelos trilhos da Google
Caroline Dantas

Go tem cada vez mais atraído os olhares por sua proposta de velocidade e simplicidade em uma mesma linguagem, para propósitos gerais. Aqui vamos discutir um pouco como a Google propôs isso, e vamos passar pelas estruturais gerais, dando assim um overview de como começar a usar Go em projetos.

Processando análise genética em background com Go
Marco Antônio Singer

Desde o meio do ano passado temos migrado partes de um sistema de análise genética com Go para uma versão auto contida. Um dos desafios dessa migração é como controlar os exames que devemos processar: se o processamento falhou, porque falhou, como reprocessar, retry automático, etc.

Para alguém como eu que vem do mundo Ruby, Sidekiq é quase uma unanimidade nesse quesito, mas o que tem aparecido de bom no mundo Go nos últimos tempos?

Vale a pena usar bibliotecas como GoWorker e Faktory ou devemos ir para um caminho mais híbrido com Amazon SQS, RabbitMQ, Apache Kafka e afins?

Nessa talk vamos compartilhar nossas experiências em processar mensalmente milhares de exames genéticos em Go.

11:10 às 12:00 Entendendo alocação de memória no Go
André Santos Teixeira de Carvalho

Em Go, graças ao garbage collector, não precisarmos nos preocupar em gerenciar manualmente a memória alocada. Tanto o compilador como o runtime da linguagem desempenham papéis fundamentais no processo de alocação de memória. Que tal entender como eles fazem isso?

Nessa palestra, iremos mergulhar no funcionamento dos alocadores de memória, e entenderemos como estes interagem com o Sistema Operacional e gerenciam a memória alocada.

Aprenderemos como funciona o algoritmo utilizado pelo runtime do Go para alocação de memória, qual o papel do compilador e porque conhecer os internos da linguagem pode ajudar a escrever códigos mais otimizados (e quando não fazer isso).

12:10 às 13:00 Por que o Golang veio ao mundo?
Lauren Ferreira

Dentre tantas linguagens presentes no mercado, o crescimento da popularidade do Golang vem surpreendendo a todos. Mas por que ela foi criada? O que a linguagem tem para chegar em um nível tão alto em tão pouco tempo? Nessa palestra, você vai entender a base da linguagem, sua definição e o que a faz ser tão querida por tantas pessoas desenvolvedoras.

Desenvolvimento de uma API para treinamento de Redes Neurais
Paula Cristina dos Santos

Será apresentada a arquitetura para a construção da API, além disso, irei apresentar as vantagens e desvantagens entre gorrotinas X redis, uso do google drive realizar a requisição de imagens, PostgreSQL, organização das redes (classificação e treinamento).

13:10 às 14:00 Intervalo para Almoço
Uma excelente oportunidade de todas as pessoas no evento interagirem e trocarem ideias, colaboradores, empresas patrocinadoras e apoiadoras, palestrantes e coordenadores.
14:10 às 15:00 "Go" também é linguagem de QA
Natali Cabral

Go é uma linguagem onde não só é para o desenvolvimento ela apoia os testadores (QAs) em diversos momentos por ela ser uma linguagem prática, rápida e fortemente tipada. Já tendo integração com Frameworks de Testes e assim possibilitando que o QA possa fazer os testes unitários das aplicações.

Clean architecture em Golang
Elton Luís Minetto

Em seu livro "Clean Architecture: A Craftsman's Guide to Software Structure and Design" o famoso autor Robert "Uncle Bob" Martin apresenta uma arquitetura com alguns pontos importantes como testabilidade e independência de frameworks, bancos de dados e interfaces. Nesta apresentação vou mostrar exemplos de como aplicar estes conceitos em projetos escritos em Golang

15:10 às 16:00 Hugo, o mais novo geradores de sites estáticos de código aberto.
Eloisa Potrich

Hugo fornece um sistema de temas robusto que é fácil de implementar, mas capaz de produzir até os sites mais complicados. A modelagem de Hugo é baseada em Go, e fornece a quantidade certa de lógica para construir qualquer coisa, do simples ao complexo. Se você preferir a sintaxe Jade / Pug-like, você também pode usar Amber, Ace ou qualquer combinação dos três.

Criando uma API Rest com GRPC gateway
Felipe Oliveira

GRPC é um framework RPC criado pelo Google e nessa talk vou mostrar como atender requisições HTTP e RPC na mesma API usando o GRPC gateway

16:00 às 16:30 Coffee-break e Networking

Durante o intervalo de coffee-break, serão entregues kits contendo suco e biscoitos. Um delicioso intervalo para relaxar, conhecer novas pessoas e estreitar contatos.

Neste tempo, também surge a oportunidade de todas as pessoas no evento interagirem entre sí, participantes das trilhas, empresas patrocinadoras e apoiadoras, palestrantes e coordenadores.

16:40 às 17:30 Case Easylocus
Henrique Holanda / Paulo Eduardo Lima Rezende

As desventuras em série que resultaram à nossa API de endereços em Go.

17:40 às 18:30 Prática de conjuntos: usos e técnicas para um tipo "Set" em Go
Luciano Ramalho

Um tipo 'Set' é muito útil. Primeiro para eliminar duplicações, porque conjuntos contém apenas elementos únicos. Ao oferecer operações como intersecção e união, e testes eficientes de membro e sub-conjunto, um tipo 'Set' poupa muito trabalho de codificação com laços e condicionais aninhados, evitando potenciais bugs lógicos e problemas de despenho. Nessa palestra vamos ver que lógica booleana e teoria de conjuntos se relacionam fortemente, e por isso operações em conjuntos podem simplificar bastante a lógica em muitos algoritmos comuns. Depois veremos diferentes formas de implementar conjuntos em Go, desde o uso explícito de 'map' até código genérico com 'go generate'.

18:40 às 19:00 Encerramento e Sorteios

No horário de encerramento, todas as trilhas serão direcionadas de suas salas para o Auditório Principal, mesmo local da abertura.

Após a apresentação de resultados do dia muitos sorteios fecharão o dia.

Data e Local

Sábado, 21 de Julho de 2018

10 às 19 h

Universidade Anhembi Morumbi

Rua Casa do Ator, 275
Vila Olímpia | São Paulo - SP

Informações sobre Data e Local


Público Alvo

Desenvolvedores, SysAdmins e entusiastas da linguagem


Investimento

presencial:R$ 265,00

Fazendo sua inscrição presencial, você terá acesso a esta trilha e no mesmo dia também:
TDC Expo: Venha conversar com pessoas e conhecer empresas incríveis.

Trilha Stadium: Você poderá assistir às palestras da trilha Stadium do mesmo dia.


Palestrantes desta trilha

Elton Luís Minetto
Elton Luís Minetto
Coderockr e Code:Nation
Lauren Ferreira
Lauren Ferreira
Grupo Splice
Luciano Ramalho
Luciano Ramalho
ThoughtWorks
Paulo Eduardo Lima Rezende
Paulo Eduardo Lima Rezende
Psyco / PHPSP / Easy

Patrocinadores

Diamond





Patrocinio TDC Online


Patrocinios e Apoios Trilha e Workshop


Realização

Companhia Aérea Oficial