TDC 2018
São Paulo
Um dos maiores encontros de comunidades e empresas no Brasil

Trilha Containers O universo rodando dentro de containers

Containers! É uma revolução em andamento que está modificando de como desenvolver, entregar e manter sistemas.

Aqui vamos trocar experiências sobre diversos tipos de containers (além do Docker, é claro) e você vai estar atualizado com o buzzword mais quente do mundo da tecnologia.

Palestras

Importante: A grade de palestras está sujeita a alterações sem prévio aviso.
Conteúdo
08:00 às 09:00 Credenciamento e recepção dos participantes

Todas as pessoas inscritas, palestrantes, coordenadores e de imprensa, devem retirar seus crachás e kit do congressista nos balcões de credenciamento localizados na entrada do evento, para obterem acesso às salas e Auditório Principal.

09:00 às 10:00 Abertura do evento no Auditório Principal

Após o credenciamento, convidamos os participantes a comparecerem ao auditório para receberem as boas vindas por parte dos realizadores e patrocinadores.

Neste keynote de abertura, todos serão orientados sobre o funcionamento do evento, destaques e outras novidades.

10:10 às 11:00 Linux Contêineres na unha
Wellington Figueira da Silva
Nessa palestra vamos ver o que é um contêiner Linux, sua origem evolução e popularização através do Docker. Vamos comparar as técnicas de virtualização e montaremos contêineres linux usando código em Go.
CI/CD com Docker e Drone
Fernando Barbosa

Nessa talk veremos como containers dão um poderoso suporte para integração e entrega contínua com Drone, uma ferramenta open-source moderna, escalável e estendível baseada em Docker que permite que cada time configure facilmente sua própria pipeline de entrega de software.

Com ela o QuintoAndar executa diariamente milhares de testes, builds e deploys em ambientes isolados, levando o código do ambiente de desenvolvimento até o ambiente de produção em minutos!

Mostrarei também como provisionar seu próprio servidor de integração em poucos passos, tanto em uma pequena instância para projetos pessoais, quanto em um grande cluster na nuvem para múltiplos builds em paralelo.

11:10 às 12:00 Docker Multi Stage Build - O Milagre da otimização de imagens!
Pery Lemke

Docker chegou com tudo, conquistou o mercado e tirou a tecnologia de containers do underground.

Porém no mundo real, quando construímos as imagens para os nossos containers nos deparamos com uma série de dependências e bibliotecas que aumentam consideravelmente o tamanho das mesmas, ocupando cada vez mais espaço de discos em nossos servidores e máquinas.

Mas foi pensando nisso que surgiu a feature do Multi Stage Build no Docker, permitindo a criação de imagens cada vez mais leves e performáticas.

Nesta talk serão mostradas exemplos em algumas linguagens e um case implementado que teve muito sucesso.

Docker Swarm - Os problemas
Cristiano dos Santos Diedrich

O Swarm é o método nativo do Docker para orquestração de containers e serviços, ele possibilita que você gerencie seu ambiente de forma centralizada e sem a necessidade de integração com outras ferramentas. Lindo né? E isso você já deve saber, o que poucos falam e até mesmo é difícil de encontrar são situações onde você precisa atuar para resolver alguma dificuldade. Sim, existem problemas com o Docker Swarm, e quero trazer aos participantes a nossa experiência utilizando o Swarm em produção, quais dificuldades encontramos e como resolvemos, isso para que outras pessoas não passem por essas situações ;)

12:10 às 13:00 CRI-O: Nem só de Docker vivem os containers
Jonh Wendell

Quando se fala em containers, se pensa logo em Docker. Isso é natural, porque, embora containers já existissem antes, Docker os trouxe para o "mainstream", devido à sua simplicidade de uso. Docker se tornou o padrão "de facto" quando falamos em containers.

Porém Docker não é a única forma de executar containers. Principalmente quando falamos de Kubernetes. Quando Kubernetes surgiu, ele nasceu em volta dos containers Docker. Porém, logo surgiram outros "runtimes" além do Docker. Daí o projeto Kubernetes decidiu generalizar e suportar outros runtimes.

CRI-O nasceu desta perspectiva: Ser um runtime que funcione perfeito no Kubernetes.

13:10 às 14:00 Intervalo para Almoço
Uma excelente oportunidade de todas as pessoas no evento interagirem e trocarem ideias, colaboradores, empresas patrocinadoras e apoiadoras, palestrantes e coordenadores.
14:10 às 15:00 ASGARD: Abstraindo orquestradores de containers
Dalton Barreto

O ASGARD é uma plataforma open-source que está sendo desenvolvida para abstrair, inicialmente, o orquestrador Marathon. Ela tem como benefícios simplificar o deploy das aplicações, pelos times de devs, uma vez que eles podem abstrair a existência do orquestrador, focando 100% na aplicação que está sendo desenvolvida;

Essa plataforma adiciona funcionalidades como autenticação, isolamento para múltiplos times (multi tenant) e permissionamento (implementação futura).

Nesta palestra será apresentado o motivacional que levou ao desenvolvimento do ASGARD; o antes e depois das equipes que hoje utilizam o ASGARD; a arquitetura do ASGARD e como ela pode se tornar um multiorquestrador no futuro.

FaaS (Function as a Service) em containers
Rafael Barbosa

Com a popularização do Function as a Service dentre todas as clouds publicas de grande porte como AWS lambda e Google Cloud Functions, como quem não quer lock-in poderia agir? Tecnologias como OpenFaaS e Kubeless surgiram a partir dessa demanda e vem crescendo muito com vários casos de arquiteturas em produção. Quer entender, tirar suas duvidas sobre o assunto e ainda ver uma demo rodando e ter acesso ao código para reproduzir no seu projeto? Esse é o momento. Vamos começar a usar essa tecnologia que já vem ajudando muitos desenvolvedores e sysadmins.

15:10 às 16:00 Provisionando um cluster Kubernetes multi-master, e com esteróides, utilizando o Kops
Daniel Requena

Kubernetes se firmou como o padrão de fato para orquestração e gerenciamento de containers, mas a instalação dele e todos os seus componentes pode ser muito complexa. O objetivo da palestra é apresentar a ferramenta Kops e como ela é capaz de simplificar o deploy de um cluster multi-master (com alta disponibilidade) na Amazon em apenas alguns minutos. Além dos cluster básico, extensões como: Dashboard, Métricas, DNS, entre outras serão adicionados. Cada etapa da apresentação é intercalada com prática e o conhecimento passado é totalmente prático.

16:00 às 16:30 Coffee-break e Networking

Durante o intervalo de coffee-break, serão entregues kits contendo suco e biscoitos. Um delicioso intervalo para relaxar, conhecer novas pessoas e estreitar contatos.

Neste tempo, também surge a oportunidade de todas as pessoas no evento interagirem entre sí, participantes das trilhas, empresas patrocinadoras e apoiadoras, palestrantes e coordenadores.

16:40 às 17:30 Kubernetes: como a mágica acontece?
Andrios Robert

Interagir com o Kubernetes como desenvolvedor é divertido, a interface é simples e a curva de aprendizado rápida, com poucos conceitos em mente, conseguimos colocar workloads complexos para funcionar com alta disponibilidade. Mas como tudo isso acontece por baixo dos panos? Essa palestra vai mostrar como a mágica acontece, com uma visão dos componentes que formam um cluster de Kubernetes e como esses componentes interagem para formar esse framework robusto que se tornou o padrão para orquestração de containers.

17:40 às 18:30 Protegendo seu Kubernetes com Vault
Juliano Alves

Em tempos onde sistemas guardam uma enorme quantidade de informações sensível, segurança se torna uma necessidade mais presente a cada dia. Como fazemos isso quando lidamos com tecnologia de ponta como Kubernetes? Nessa palestra vou apresentar o Vault, uma ferramenta usada para gerar e administrar tokens, senhas, certificados e outras segredos que devem ser protegidos no mundo do desenvolvimento moderno.

Da teoria a prática em Service Mesh com Istio e Openshift.
Cléber da Silveira

A apresentação tem como descrever o novo pattern e conceito de micro serviços usando service mesh na plataforma Istio em um cluster de orquestração de contâiners em Openshift com máquinas provisionadas na AWS. A palestra terá a parte conceitual do assunto e por fim será feito demos de processos de routing, canary release, circuit breaker, service graph, trace distribuído, roteamento configurável em informações da request e telemetria. Usando o deployment do bookinfo da demo do Istio e alterando e criando regras, deployments e serviços em tempo de execução e demonstranto seu comportamento.

18:40 às 19:00 Encerramento e Sorteios

No horário de encerramento, todas as trilhas serão direcionadas de suas salas para o Auditório Principal, mesmo local da abertura.

Após a apresentação de resultados do dia muitos sorteios fecharão o dia.

Data e Local

Quinta-feira, 19 de Julho de 2018

10 às 19h

Universidade Anhembi Morumbi

Rua Casa do Ator, 275
Vila Olímpia | São Paulo - SP

Informações sobre Data e Local


Público Alvo

Profissionais de devs e ops


Investimento

presencial:R$ 265,00

Fazendo sua inscrição presencial, você terá acesso a esta trilha e no mesmo dia também:
TDC Expo: Venha conversar com pessoas e conhecer empresas incríveis.

Trilha Stadium: Você poderá assistir às palestras da trilha Stadium do mesmo dia.


Patrocinadores

Diamond





Patrocinio TDC Online


Patrocinios e Apoios Trilha e Workshop


Realização

Companhia Aérea Oficial