TDC 2016
Porto Alegre
Um dos maiores encontros de comunidades e empresas no Brasil

Trilha Arquitetura Arquitetura Plugável, escalável, resiliente e poliglota. Um mundo de oportunidades.

A arquitetura é acima de tudo uma peça chave para bons produtos e serviços. É onde convergem interesses estratégicos, de negócio e ideal tecnológico.

Nos últimos anos o papel de arquitetura tem enfrentado muitas mudanças e desafios. Do mindset de escala horizontal, apps monolíticas e decisões de longo prazo para um cenário de pluralidade tecnologia, apis, serviços e infraestruturas cada vez mais dinâmicas, maleáveis e autolimpantes.

Nesta trilha discutiremos as principais tendências, práticas e depoimentos sobre arquitetura de modo geral. Com foco em Microserviços, APis, Arquitetura Disruptiva, escalabilidade, resiliência e tudo mais que pudermos abordar em boas práticas do presente e futuro de nossa área.

Sem dúvidas uma ótima oportunidade para qualquer arquiteto ou desenvolvedor multidisciplinar.

Palestras

Importante: A grade de palestras está sujeita a alterações sem prévio aviso.
Conteúdo
08:00 às 09:00 Credenciamento e recepção dos participantes

Todas as pessoas inscritas, palestrantes, coordenadores e de imprensa, devem retirar seus crachás e kit do congressista nos balcões de credenciamento localizados na entrada do evento, para obterem acesso às salas e Auditório Principal.

09:00 às 10:00 Abertura do evento no Auditório Principal

Após o credenciamento, convidamos os participantes a comparecerem ao auditório para receberem as boas vindas por parte dos realizadores e patrocinadores.

Neste keynote de abertura, todos serão orientados sobre o funcionamento do evento, destaques e outras novidades.

10:10 às 11:00 Reactive Architecture e Microservices. Microservices, APIs e Event Driven
Petterson Andrade
Microservices é um conceito que está na cabeça de todo mundo da tecnologia neste momento. Existem várias outras teorias e patterns que estão ajudando a fazer dos microservices uma esrratégia de sucesso para o desenvolvimento de aplicações de média e larga escala. Vamos entrar fundo em alguns conceitos e ver como eles podem ajudar na hora de produzir uma arquitetura robusta de microservices.
11:10 às 12:00 CQRS e Event Driven Architecture valem a pena? Sim ou Claro?
Andre Luis dos Santos Eberhardt
Estamos na era dos microserviços e como era de se esperar não existem problemas, correto? Errado! Existem vários problemas, entre eles escalabilidade e acoplamento. O CQRS (Command Query Responsibility Segregation) e EDA (Event Driven Architecture) estão aí para tentar resolver estes problemas. Vamos abordar esses dois conceitos, seus desafios em ambientes reais e montar um projeto para ver como funciona na prática!
12:10 às 13:00 Evolução efetiva do legado: Da bagunça a efetividade (ARQUITETURA)
Elemar Rodrigues Severo Junior
Falar sobre código novo é fácil e agradável. Entretanto, essa não é a realidade da maioria dos times de desenvolvimento. Nessa apresentação compartilho técnicas efetivas para identificar e delinear arquiteturas de software legado, permitindo retomada do controle e evolução sustentável. Dentre as técnicas apresentadas, destacam-se a utilização de ferramentas de análise estática e dinâmica para o estabelecimento de métricas, práticas e padrões para aprimoramento e evolução do código.
13:10 às 14:00 Intervalo para Almoço
Uma excelente oportunidade de todas as pessoas no evento interagirem e trocarem ideias, colaboradores, empresas patrocinadoras e apoiadoras, palestrantes e coordenadores.
14:10 às 15:00 Coleta, armazenamento e visualização de métricas (Observability) em uma arquitetura de microserviços na cloud.
Rafael de Paula Souza
O monitoramento e a visibilidade da saúde e performance de componentes em uma arquitetura de microserviços é fundamental para determinar, de uma forma rápida, a causa raiz de possíveis problemas além de fornecer insights para melhorias de eficiência. Nessa apresentação vou contar um pouco do meu último ano trabalhando, para um cliente do Vale do Silício, com instrumentação, coleta, armazenamento e visualização de métricas (Observability) em uma arquitetura de microserviços na cloud. Além dos principais problemas e soluções encontradas vou abordar os seguintes tópicos: a arquitetura para instrumentação, coleta, armazenamento e visualização de métricas; Collectd; Sensu e SignaFx.
15:10 às 16:00 Versioning APIs
Marcelo Baldissera Cure
Why do we need to version APIs? What contracts have to do with it? Approaches for API versioning. This talk describes main issues related to versioning APIs and why the API contracts are so important.
Imutabilidade com Event Sourcing
Marcelo Pittigliani Adamatti
Você quer criar aplicações com rápida escrita e leitura? Aplicações profissionais como as financeiras / bancárias (seguras, auditaveis)? Você quer se preocupar como a aplicação funciona e não como os dados são armazenados? Mapeamos por muito tempo objetos para modelos relacionais, é hora de avaliar imutabilidade no banco de dados. Apresentaremos nosso caso de uso em um sistema de orders global usando event sourcing with Node / Mongo / RabbitMQ.
Aplicações resilientes com Circuit Breakers
Josue Neis
Por mais esforço que apliquemos para construir sistemas livres de erros, cedo ou tarde nossas aplicações irão falhar. Já é hora de admitirmos esse fato e direcionar esse esforço para construir aplicações que, mesmo falhando, continuem entregando os serviços desejados. O padrão Circuit Breaker é uma das ferramentas que nos ajuda nesse objetivo. Vamos entender o padrão, e explorar soluções de mercado que o implementam.
16:00 às 16:30 Coffee-break e Networking

Durante o intervalo de Coffee-break, as mesas de alimentação terão disponíveis café, sucos, frutas e biscoitos. Um delicioso intervalo para relaxar, conhecer novas pessoas e estreitar contatos.

Neste tempo, também surge a oportunidade de todas as pessoas no evento interagirem entre sí, participantes das trilhas, empresas patrocinadoras e apoiadoras, palestrantes e coordenadores.

16:40 às 17:30 Onion Architecture
Guilherme Lacerda / MAURICIO SGANDERLA
Onion Architecture
Apache Kafka: uma introdução a logs distribuídos
Pedro Arthur Pinheiro Rosa Duarte
Sistemas de log* estão nos blocos básicos de essencialmente qualquer aplicação moderna: bases de dados, sistemas de arquivo, dentre outros. Apesar dis so, poucos conhecem ou compreendem as possibilidades e o poder do uso desses sistemas. Nessa palestra serão apresentados os conceitos básico de sistemas de log, casos de uso, e uma demonstração do Apache Kafka, um sistema de mensagens publish/subscribe desenvolvido como um sistema de log distribuído. Para a demonstração, será apresentado um sistema de sincronização de pasta utilizando o Apache Kafka e o Swift (OpenStack). O código de demonstração encontra-se disponível em https://bitbucket.org/pedroarthur/kafkabox.
17:40 às 18:30 Revitalizando aplicações desktop usando CefGlue, MessageBus e React.js
Marcelo Fidalgo Palladino / Henrique Sosa
Em um mundo onde as aplicações e serviços são cada vez mais 'micro', muitas vezes nos vemos presos a legados monolíticos de difícil manutenção e/ou substituição completa, quer seja por questões econômicas ou estratégicas. Nesta palestra vamos abordar o tema citando uma aplicação desktop real que roda em milhares de operadores dos maiores callcenters do Brasil. Como decisões de arquitetura podem ajudar revitalizar este tipo de aplicação e entregar valor enquanto o backlog incremental é mantido? Vamos mostrar o modelo de arquitetura escolhido para o nosso caso, discutir cada componente, os motivos que nos fizeram escolhe-los e mostrar um pouco de código.
18:40 às 19:00 Encerramento e Sorteios

No horário de encerramento, todas as trilhas serão direcionadas de suas salas para o Auditório Principal, mesmo local da abertura.

Após a apresentação de resultados do dia muitos sorteios fecharão o dia.

Data e Local

Sexta-feira, 7 de Outubro de 2016

10:00 às 18:30 h

UniRitter

Rua Orfanotrófio, 555
Alto Teresópolis | Porto Alegre - RS

Informações sobre Data e Local


Público Alvo

Arquitetos de Software, Desenvolvedores de Software, Testadores, Analistas de Sistemas, Analistas de Negócio, Empresários de TI, Gerentes de Desenvolvimento, Professores e Pesquisadores de TI.


Investimento

presencial:R$ 200,00

Fazendo sua inscrição (presencial) você terá acesso a esta trilha e também a:
Pavilhão de Stands: Venha conversar com pessoas e conhecer empresas incríveis.
Trilha Stadium: Você poderá assistir às palestras da trilha Stadium, que tem uma seleção de palestras das trilhas de cada dia do evento.


Patrocinadores

DIAMOND


SILVER


Apoio


Patrocinadores de Trilhas


REALIZAÇÃO