TDC 2017
Florianópolis
Um dos maiores encontros de comunidades e empresas no Brasil

Trilha Análise de Negócios Recomendar soluções para que uma organização atinja seus objetivos.

A análise de negócios possibilita entender a estrutura, as políticas e operações de uma organização e recomendar soluções para que esta atinja seus objetivos. E, na criação de produtos de software, Fred Brooks certa vez disse o seguinte: "A correta definição sobre o que precisa ser feito é a parte mais difícil do desenvolvimento de sistemas. Nenhuma outra compromete tanto um projeto quando mal executada. E nenhuma é mais difícil de ser corrigida". Portanto, seja da maneira tradicional ou ágil, a análise de negócios vem cada vez mais contribuindo para a melhoria do processo de criação de soluções de negócio baseadas em software. É sob a análise destes temas, com palestras instrutivas e casos de sucesso e fracasso, que esta trilha propõe reunir quem se desafia a conceber soluções para problemas do dia-a-dia de indivíduos e organizações.

Palestras

Importante: A grade de palestras está sujeita a alterações sem prévio aviso.
Conteúdo
08:00 às 09:00 Credenciamento e recepção dos participantes

Todas as pessoas inscritas, palestrantes, coordenadores e de imprensa, devem retirar seus crachás e kit do congressista nos balcões de credenciamento localizados na entrada do evento, para obterem acesso às salas e Auditório Principal.

09:00 às 10:00 Abertura do evento no Auditório Principal

Após o credenciamento, convidamos os participantes a comparecerem ao auditório para receberem as boas vindas por parte dos realizadores e patrocinadores.

Neste keynote de abertura, todos serão orientados sobre o funcionamento do evento, destaques e outras novidades.

10:10 às 11:00 O que evitar na escrita dos Critérios de Aceite
Elias Nogueira

Escrever Critérios de Aceite tem que ser parte do processo de todo o time! O Analista de Negócio deve identificar junto ao time como melhor escrever estes critérios e não confundir critérios de aceite com foco em aceitação x critérios de aceite com foco em testes fim a fim (end to end). Vamos aprender, em poucas palavras, qual será o melhor foco an escrita destes critérios

Como um checklist pode ajudar a elicitar requisitos?
Annelise Gripp

Nessa palestra de 15 minutos falo sobre o trabalho do Analista de Negócios e apresento um modelo de checklist, como uma ferramenta que pode ser usado para levantar as necessidades de negócio do seu cliente.

Utilizando BDD para análise de negócio e desenvolvimento de projetos
Allan Rett Ferreira

A palestra visa demonstrar como é feita a análise do analista de negócio utilizando o BDD - Behavior Driven Development. Na apresentação serão demonstrados cenários de BDD desenvolvidos diretamente da necessidade do cliente, desde o levantamento de requisitos, validação dos requisitos, elaboração de documentação para o cliente e até acompanhamento do projeto durante a implementação. Analistas, desenvolvedores e testadores interagem a todo momento durante o processo de desenvolvimento e a apresentação irá demonstrar como esses 3 perfis fazem essa interação com o BDD e como a comunicação entre todos os envolvidos é muito melhorada utilizando essa técnica.

11:10 às 12:00 Como o Gerente de Produto pode auxiliar os stakeholders em processos decisório através de data analytics
Karina Kohl

Em todos os momentos do ciclo de vida de um produto, o uso de data analytics pode contribuir na efetividade do processo decisório. As decisões, antes baseadas apenas em instinto e experiência, ganham o suporte valioso da análise de dados. Data analytics pode auxiliar a identificar oportunidades de crescimento e ajudar a gerenciar riscos. Falarei sobre como data analytics viabilizou um projeto piloto a ser disponibilizado a toda carteira de clientes, após estar em risco pela ausência de feedback de usuários. Além disso, a abordagem conquistou os stakeholders e demais gerentes de produto que passaram a utilizar a estratégia em outros componentes.

Gestão de processos de negócio usando metodologia BPM
Rafael Lessa

Várias organizações estão adotando as tecnologias de BPM sem aplicar as disciplinas de BPM e descobrem que seus esforços foram em vão por não entregar os resultados prometidos, e as suas iniciativas de BPM posteriormente são extintas. Está palestra tem como objetivo mostrar como a disciplina de BPM junto com ferramentas de BPMS podem auxiliar na análise de negócios e impulsionar as empresas para diminuir custos e otimizar desempenho.

12:00 às 13:00 Intervalo para Almoço
Uma excelente oportunidade de todas as pessoas no evento interagirem e trocarem ideias, colaboradores, empresas patrocinadoras e apoiadoras, palestrantes e coordenadores.
13:10 às 14:00 Fishbowl
Fishbowl...
Planejando e Executando um Produto com OKRs
Mateus Gabriel Bosa

OKRs é uma metodologia amplamente utilizada pela Google e outras empresas do Vale do Silício. Em 2016 começamos a usar OKRs na Resultados Digitais e em pouco tempo cometemos erros e tivemos muitos aprendizados. Depois de três quarters de muitas tentativas e erros conseguimos acertar nosso planejamento e acompanhamento de métricas chegando a bater 90% dos OKRs da área de Produto. Hoje tem se mostrado uma ótima ferramenta para foco do time e disciplina para atingir resultados.

Nesta palestra vamos apresentar o case da RD, o que erramos e acertamos, como planejamos e acompanhamos nossas métricas hoje e como isso foi importante para o nosso maior lançamento: o novo RD Station no Summit de 2016!

Melhores backlogs com o mapeamento de histórias de usuário
Daniel Assis Alfenas

Nesta palestra mostraremos como manter o seu backlog eficientemente utilizando mapeamento de histórias de usuário, para construir conhecimento compartilhado com todos interessados (incluindo cliente e equipe) e discutir a estratégia de desenvolvimento e entrega de forma rápida e visual.

14:10 às 15:00 O papel do analista de negócios no mundo ágil
Marcely Santos

Muito se enganam que nas metodologias ágeis o analista de negócios deixou de existir. Na grande verdade, as atividades por nós exercidas são as mais variadas. Meu objetivo é conversarmos sobre quais são essas atividades, desafios e os skills necessário para ser um bom analista de negócios ágil.

Como construímos uma Máquina de Feedbacks para um produto com milhares de usuários ( e como você pode fazer o mesmo! )
Jacqueline Yumi Asano

Irei falar de Customer Feedback Machine: quais são as práticas que você deve usar para conseguir feedbacks para o produto e gerar mais valor de negócio para sua empresa.

Na palestra serão abordados os seguintes assuntos:Máquina de Feedbacks para colaboradores, Alinhamento do Produto com toda a empresa e Máquina de Feedbacks para clientes.

A ideia é mostrar as principais práticas para coletar feedbacks para o seu produto (tanto de usuários quanto de colaboradores), como analisá-los e retroalimentar seu Roadmap de maneira sustentável e inteligente.

Todas essas práticas foram testadas e validadas no processo de desenvolvimento de Produto da Resultados Digitais.

15:00 às 15:30 Coffee-break e Networking

Durante o intervalo de Coffee-break, as mesas de alimentação terão disponíveis café, sucos, frutas e biscoitos. Um delicioso intervalo para relaxar, conhecer novas pessoas e estreitar contatos.

Neste tempo, também surge a oportunidade de todas as pessoas no evento interagirem entre sí, participantes das trilhas, empresas patrocinadoras e apoiadoras, palestrantes e coordenadores.

15:40 às 16:30 A Bolha do Processo Criativo
Leco Vilela

Por que uma palestra sobre Processo Criativo numa trilha focada em Negócios? Independente da sua área de atuação, toda vez que você transforma uma ideia em algo concreto, você realiza um processo criativo próprio e individual. Quando olhamos para o todo, podemos identificar padrões semelhantes na forma como criamos e dessa forma otimizar os nossos resultados provocando mudanças cada vez mais fora da caixa. Inovando assim de forma prática, real e criativa.

O Funil de Análise de Negócio com os frameworks SAFe e Stage-Gate
Rafael Targino / Catia Josiane Lavina

Todo mundo já sabe que o Scrum trabalha em sprints curtas. Todo mundo já sabe que histórias de usuários são escritas para contar para o time o que deve ser feito. Mas como compatibilizar o trabalho de várias equipes em um universo insano de várias demandas oriundas dos clientes, do marketing e da área comercial? E como alinhar a visão de um novo produto com um sem número de stakeholders, e ainda assim, garantir o retorno sobre o investimento? Nesta palestra, apresentaremos o processo de Gestão Ágil de Produtos utilizado em uma empresa de ERP, baseado nos frameworks SAFe e Stage-Gate, de forma a garantir a evolução e inovação nas várias linhas de produto.

16:40 às 17:30 Análise de negócios - Para onde estamos indo?
Marcelo Menezes Neves

A análise de negócios está tomando novos rumos. A disciplina está deixando de ser orientada a tarefa e começa a ser cobrada pelo valor ou impacto no negócio. Tudo isso em função de um cenário onde a mudança não ocorre mais em ciclos, e sim de forma contínua. Para o analista de negócios a eficácia é preponderante em seu trabalho, e não apenas a eficiência.

Confira nessa palestra os novos desafios que se apresentam para a análise de negócios e qual o impacto disso para o profissional e a organização.

Pareamento entre Dev e PO - A receita do sucesso
Renan Siravegna / Desirée de Megre Amaral da Silva

Nesse talk iremos exemplificar como entregamos soluções de valor ao nosso cliente. Em um cenário tradicional é muito comum que desenvolvedores fiquem de um "lado" e analistas de negócios de "outro". Isto resulta em vários problemas, como a demora nas entregas, distância da equipe e do cliente, enorme ciclo de feedback do cliente, o time não tem contato direto com o usuário final e tudo isso afeta exponencialmente a chance de falha do software. Iremos relatar como contornamos estas situações e as lições aprendidas. Agora desenvolvedores e analistas de negócios chegam a parear no desenvolvimento de uma feature, buscando entregas de valor para o cliente.

17:40 às 18:30 O estranho caso de Benjamin "Legacy" Button
Jhosef Marks de Carvalho

O mercado ganha todos os dias novas Startups, novas tecnologias e novos produtos, o que é novo torna-se velho muito mais rápido. Mas nem só de Startups vive o mundo, antes deles já existiam empresas com produtos estabelecidos e com foco no mercado corporativo também, essas empresas tem seu legado e muitas vivem desse legado. Hoje vivemos um novo momento no mercado tecnológico, mas como grandes empresas que tem produtos já consolidados no mercado podem competir com o novo mercado onde tudo fica velho muito rápido? Como se reinventar e se manter competitivo sem prejudicar sua equipe e sem passar a conta para os cliente?

ROI, é melhor errar do que não fazer
Gabi Gonçalo

O ROI (Return On Investiment) não é feito pela maioria dos profissionais e, a respeito disso, existem dois principais motivos: medo de demonstrar o real resultado e, sair prejudicado, e dificuldade em mensurar o resultado das ações. Por isso, se você atua na área de Gestão, Inovação ou Marketing, é importante entender o impacto disso dentro da sua organização e qual a importância de medir o ROI.

18:40 às 19:00 Encerramento e Sorteios

No horário de encerramento, todas as trilhas serão direcionadas de suas salas para o Auditório Principal, mesmo local da abertura.

Após a apresentação de resultados do dia muitos sorteios fecharão o dia.

Data e Local

Quinta-feira, 4 de Maio de 2017

8:30 às 19:00 h

CentroSul

Av. Governador Gustavo Richard, 850
Centro | Florianópolis - SC

Informações sobre Data e Local


Público Alvo

Analistas de negócios/sistemas, analistas de requisitos, POs, gerentes de projetos e todo profissional preocupado com a melhoria organizacional


Investimento

R$ 240,00


Patrocinadores

Diamond



Silver

Área Makers

Apoio

Apoio Mídia


Realização

Internet