TDC 2019
Belo Horizonte
O encontro de comunidades e empresas no Brasil

Palestras

Conteúdo de Quinta
13:10 às 14:00 Softskill : Habilidades que todos desenvolvedores precisam ter
Isabela Gayno

Em um mercado cada vez mais exigente como o da tecnologia, as habilidades fundamentais para profissionais de software são cada vez mais abrangentes, por isso, precisam ser analisadas com cuidado por quem deseja ter uma carreira de sucesso. "Descubra o que os desenvolvedores de sucesso "fazem" e faça você também.

Scrum4Life - Combinando Biohacking com Scrum para uma carreira de sucesso!
Carla Mendes
Venha aprender sobre biohacking e descobrir como podemos combinar tecnologia, scrum e mindset para sermos um profissional acima da média. Nessa palestra apresentaremos um protocolo com passo a passo do que você precisa seguir para conseguir hackear o seu mindset e transformar a sua vida e carreira. Você receberá informações sobre fórmulas, técnicas, aplicativos, alimentos e suplementos que vão fazer você se tornar muito mais produtivo, inteligente e focado no seu dia a dia. Venha se juntar aos SUPERHUMANOS e ser um profissional 4.0.
14:00 às 15:00 Tabuleiro Acessível: jogos acessíveis e desenvolvimento cognitivo
Rafael Pisani
A Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) é a Língua utilizada pela comunidade Surda. Dadas essas questões, o projeto TABULEIRO ACESSÍVEL: jogos acessíveis e desenvolvimento cognitivo, idealizado por Rafael Pisani tem como objetivo apresentar soluções em acessibilidade e interação social apresentando para a comunidade surda jogos de tabuleiro denominados de jogos de tabuleiro modernos. Além disso, promove também 1) Desenvolvimento cognitivo para crianças e pessoas com deficiência 2) Mediação para o desenvolvimento de uma melhor interação pessoal e familiar 3) Aproximação de gerações 4) Estimula a cultura do analógico e socialização 5) Desenvolvimento de competências profissionais
Teste de acessibilidade, um encontro da técnica com a subjetividade
Bruno Welber Pereira

Testes de acessibilidade é um assunto que felizmente está cada vez mais sendo debatido por todos, mas; Como não deixarmos que o subjetivo de um sobressaia a experiência de todos os usuários? Como garantirmos que estamos de fato atingindo o maior número possível de pessoas com base em métricas e não opiniões? Como demonstrarmos em números essa importância e o resultado? Iremos pensar em como construir um método, criando uma padronização de testes para acessibilidade dentro das suas equipes trazendo mais o lado metodológico para este assunto. Iremos refletir como unir o pilar da técnica com o pilar da experiência do usuário trazendo um resultado ainda mais acessível.

15:00 às 15:30 Desenvolvimento de jogos acessíveis utilizando Unity
Virgínia Fernandes Mota
Acessibilidade é garantir que pessoas com deficiência possam usufruir de todas as ferramentas como qualquer outra pessoa. No campo do entretenimento, vemos pouca preocupação com o tema e precisamos fazer algo sobre isso. Esta palestra visa mostrar como é possível criar jogos que sejam acessíveis para pessoas cegas ou com baixa acuidade visual. Utilizando a linguagem C# e o motor de jogos Unity, esta palestra vai mostrar como é possível criar jogos que sejam acessíveis de maneira simples.
16:00 às 16:30 A jornada She’sTech pela diversidade e inclusão na tecnologia
Ciranda De Morais
Ciranda de Morais é fundadora do movimento She’sTech, que visa fortalecer a presença das mulheres na tecnologia e vai falar sobre sua jornada, o processo de criação e expansão do movimento que em 2 anos impactou mais de 100 mil pessoas. A criadora da “Teoria das Portas de Vidro” que já foi apresentada no Googleplex no Vale do Silício, também falará sobre as barreiras invisíveis que afastam as mulheres da tecnologia e sobre o que pode ser feito pelo aumento da diversidade e inclusão nesse setor, o que já está sendo aprontado como grande diferencial das empresas mais inovadoras e competitivas.
16:40 às 17:30 Meetransform: um espaço de expressão para a comunidade LGBTQI+
Caio Barão / Erica Rodrigues

Meetransform (reunião de transformação) é um projeto que nasceu da necessidade de proporcionar um espaço de expressão para a comunidade LGBTI+ e promover o local de fala dentro de um ambiente seguro e acolhedor.

O projeto traz todo conteúdo que conduziu um grupo de 4 designers na criação de um evento onde o local de fala é promovido, sempre com olhar especial para transexuais e travestis.

O objetivo dessa palestra é compartilhar os aprendizados adquiridos pelo grupo e mostrar como a criatividade aplicada para resolver problemas pode curar dores e dar voz a quem muitas vezes tem sua fala menosprezada.

Mulheres em Finanças
Isadora Lara
Porque temos mais pessoas morando no norte de Belo Horizonte do que mulheres investindo na bolsa? Nos EUA 50% da população investe em ações. Onde está a mulher nas finanças? Explico quais mitos, armadilhas e canais para tirar dúvidas
17:40 às 18:30 De geração para geração: o que mudou no mercado de trabalho?
João Paulo Coutinho
Cada geração conseguiu mudar e estabelecer transformações em seu tempo. Hoje vivemos com a 4ª geração de jovens, conhecida como Geração Z. O que essa geração traz de novo e quais são suas principais diferenças em relação às anteriores? Como ela tem contribuído para a transformação nas relações e ambientes de trabalho? Vivemos uma Era onde 4 gerações estão vivendo e convivendo na mesma empresa. Como absorver o melhor de cada um? Como gerenciar conflitos? Nesta palestra, é possível entender os novos comportamentos trazidos por mais uma geração que surge e, ao mesmo tempo, perceber que todos temos, independente da sua geração, muito mais em comum do que pensamos.
Impulsione sua carreira com projetos Open Source
Allan Klaus

Hoje um dos principais problemas de como de um desenvolvedor que está iniciando é montar um portifólio e adquirir experiência. Uma das maneiras mais fáceis de criar um bom portifólio, ganhar experiência e de quebra se mostrar para grandes empresas é através da contribuição para a comunidade através de projetos open-source. Vamos ver dicas de como entrar para esse mundo e impulsionar a sua carreira.

Conteúdo de Sexta
13:10 às 14:00 Qual o valor da minha entrega?
Douglas Campos

As pessoas querem saber 2 coisas: o que devem fazer e que aquilo que estão fazendo é importante segundo o CEO da Fahrenheit 212, Geoff Vuleta. Neste bate papo iremos levantar questionamentos do que nos motiva a trabalhar, quais os elementos que compõem esta motivação, a importância de comemorarmos as pequenas conquistas e principalmente, como podemos apresentar o nosso valor através do retorno sobre o investimento (ROI) de nossas entregas. O objetivo deste meetup é ajudá-lo a fortalecer seu Marketing Pessoal, através de um conjunto de estratégias, que o ajudarão a apresentar o retorno sobre o investimento de suas entregas profissionais.

É possível potencializar a colaboração e fazer amigos escrevendo um livro com a comunidade?
Muniz Antonio

O objetivo dessa palestra é apresentar a experiência de como foi possível mobilizar mais de 30 pessoas para escrever um livro sobre a Jornada DevOps nas organizações, aplicando na prática a essência do mindset ágil. A ideia é destacar a importância da diversidade nas equipes e como a força das comunidades permitiu concretizar um sonho que parecia muito distante.

14:00 às 15:00 O que não te contaram sobre a acessibilidade web!
Thiago Marques

Todos somos beneficiados por sistemas acessíveis, só não sabemos como (mas você irá descobrir durante a talk!) É importante pensarmos na acessibilidade ao desenvolver para a web e, principalmente, pensar em um produto universal, que possa atingir à todos, sem nenhuma distinção. Veremos como os usuários com necessidades especiais manipulam os sistemas e quais ferramentas utilizam. Além disso, serão abordadas algumas técnicas e ferramentas de avaliação de interface pensando na acessibilidade. E principalmente, o objetivo principal é plantar uma sementinha de alerta em cada pessoa presente, alertando sobre a importância de se pensar (e praticar) acessibilidade.

Burnout: muito além da sua carreira.
Luiza De Simone

O que acontece quando não batemos uma meta? Se não entregamos resultados "gigantes"? Se não somos absolutamente os melhores profissionais que podemos ser? Não estou falando do que acontece por fora - uma demissão, por exemplo -, mas sim por dentro. Por que toda uma geração de profissionais está cada vez mais doente, deprimida e ansiosa? E mais: qual a nossa parcela de responsabilidade nisso? Está na hora de falarmos mais sobre saúde mental nos nossos ambientes de trabalho.

15:00 às 15:30 Always Bet on A11y
Bruno Pulis
Acessibilidade não se trata somente de técnicas para nossos websites, mas uma forma de pensar a web. O foco dessa palestra é demonstrar conceitos e técnicas além do básico para projetar experiências acessíveis para todas as pessoas tornando a web como uma ferramenta democrática.
16:00 às 16:30 A obrigação de ser fitness
Luiza De Simone

Você provavelmente já se deparou com essa situação: um grupinho de pessoas falando sobre suas dietas, seus treinos e mostrando seus perfis no instagram no horário de almoço - ou até no horário de trabalho. Para uma pessoa gorda, esse tipo de assunto pode ser um grande gatilho.

Medo de não caber na cadeira, medo de não caber nos tamanhos padrões da camisa da firma, não conseguir ir ao banheiro apertado e sempre precisar reforçar que o seu corpo não é sinal de desleixo nem preguiça. Uma pessoa gorda tem muito mais com que se preocupar do que queimar as "gordices" no final do dia.

16:40 às 17:30 Porque a representatividade negra na área de TI importa?
Daniel Nascimento
Esta apresentação faz uma breve descrição de como a ThoughtWorks tem aumentado a representatividade negra na tecnologia, trazendo como referência a nossa experiência que, após ser aprovado na empresa, pudemos comunicar ao mundo, do Brasil à China, a importância da representatividade negra. Adicionalmente, esta palestra é a oportunidade de se trazer a tona a idéia de que, para permitir as diferentes visões de melhoria dos negócios, dos processos, das relações entre os times de desenvolvimento de software e etc, é sobretudo necessário ter atenção e implantar programas de diversidade em todos os diferentes níveis, a fim de permitir a melhoraria da área sobre diferentes aspectos não observados.
A Nova Masculinidade e os Homens Brasileiros
Gustavo Lamounier

Homem não chora, não pode manifestar sentimentos, não deve demonstrar medo, fraqueza, vulnerabilidade ou qualquer comportamento tido como "feminino", vivendo sob a ameaça oculta de manchar a sua reputação. Nessa palestra, pretendo ajudar a desconstruir esses conceitos e muitos outros propagados pela masculinidade tóxica.

17:40 às 18:30 Mapa de Competências e Feedback Canvas. Uma poderosa combinação de ferramentas para catalisar o aprendizado do time.
Paula Oliveira Calefi

O primeiro passo para evoluir determinado Skill (seja soft ou hard) é identificar esse gap. Essa combinação de ferramentas possibilita que cada indivíduo possa entender o que o Time entende como competência essencial, o que a a própria pessoa acredita possuir e o que os outros membros acreditam que conhecemos sobre determinada competência. Essa combinação de ferramentas nos possibilita mapear o estado atual do time, identificar disfunções, gaps de conhecimento, motivar os colaboradores a buscar o conhecimento de forma contínua e ainda descobrir grandes talentos na empresa e promover a troca de conhecimentos.

Conteúdo de Sábado
13:10 às 14:00 Transição de Carreira: A importância de criar suas próprias oportunidades
Bruna Grellt

Da área de Infraestrutura de TI para Gerente de Relacionamento e Analista de Sucesso do Cliente. Minha vida profissional iniciou-se aos 14 anos de idade, dentro de um time de Desenvolvimento de Sistema ERP em uma transportadora nacional. Lá nasceu meu grande amor pela Tecnologia da Informação, mas com o passar do tempo me senti muito distante de trabalhar com algo que realmente me torna-se uma profissional realizada, e foi exatamente aí que a mágica começou, eu CRIEI minhas próprias OPORTUNIDADES e arrisquei "migrar" de área dentro da TI. Hoje eu trabalho com o que eu realmente AMO e tenho uma qualidade e satisfação de vida incrível.

I <3 Usuários
Julia Vieites

Quem nunca xingou um usuário que atire a primeira pedra! Há quem os odeie, mas os usuários são para quem desenvolvemos e muitas vezes nos esquecemos disso. De que adianta um código lindo se a aplicação não for funcional para o público-alvo? Ou pior, se não entendemos o que o usuário pede, como vamos desenvolver? Nessa palestra quero falar sobre como lidar com os temidos usuários e rir de situações que todos já passamos, ou ainda vamos passar lidando com eles.

14:00 às 15:00 Diversidade, Acessibilidade e Interfaces Empoderadoras
Paulo Henrique Andrade Mota Cristianismo / Adalberto Maia da Silva Filho

Assim como os espaços físicos, as pessoas têm direito de ocupar e vivenciar as melhores experiências nos espaços digitais. Produtos verdadeiramente úteis e inteligentes são acessíveis, neutros de gênero e abrangem outros fatores de diversidade, incluindo identidade de gênero e orientação sexual. Em tempos tão delicados em termos sociais, esta talk traz - de uma forma leve, didática e engajante: uma base sobre diversidade e acessibilidade, sua relação com a revolução que os produtos digitais estão sofrendo rumo a um futuro mais inclusivo, com pessoas autônomas, respeitadas e empoderadas; e dicas sobre ferramentas e conhecimentos que podem ajudar na criação de produtos melhores para o mundo.

Pensando em acessibilidade: boas práticas, primeiros passos, o que pensar quando for desenvolver sua aplicação web.
Gisely Lucas
Não é novidade que o mundo tem se tornado cada vez mais tecnológico, não é mesmo? Mas como nós, pessoas envolvidas no desenvolvimento, projeto e teste de aplicações digitais, podemos gerar um produto acessível para todos? O que precisamos saber para desenvolver uma aplicação digital, seja ela web ou através de um aplicativo móvel? Essa palestra tem como objetivo apresentar dicas, boas práticas, primeiros passos, recursos importantes para o desenvolvimento de aplicações digitais mais acessíveis.
15:00 às 15:30 Mais Direitos Menos Silêncios
Flávia Gomes
O projeto #MaisDireitosMenosSilêncios é uma ação de mobilização e engajamento para dar maior visibilidade à luta pelos direitos das mulheres – impulsionada pelo dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher. Vamos usar o jogo DIREITOS E SILÊNCIOS descobrindo quando foi que cada direito fundamental das mulheres foi regulado e quais outros permanecem esquecidos. Com essa ferramenta educacional, diálogos difíceis serão multiplicados de maneira leve e convidativa. Vem com a gente nessa missão?
16:00 às 16:30 Acessibilidade, reconhecimento facial e inteligência artificial com Hand Talk
Joaquim Amado da Silva Júnior
Apresentar um manual sobre o aplicativo Hand Talk como tecnologia de interação entre surdos e ouvintes e de melhoria de acesso à informação para os surdos em diversos contextos sociais. É acessibilidade digital neste pode ser atendimento a surdos que se comunicam através da (LIBRAS) Língua Brasileiro de Sinais neste vai ser tradutor de sites e aplicativo neste tipos sobre isso, que traduza automaticamente texto e áudio para Libras em seu smartphone ou tablet. Tradutor de Sites Torne seu site acessível em Libras para milhões de surdos em 5 minutos, inserindo um simples botão Com o aplicativo Hand Talk e pode ser traduz automaticamente texto e áudio para Língua de Sinais, de graça.
16:40 às 17:30 A diversidade como forma de melhorar as soluções
Samuel Paiva

Em um mundo plural, as soluções para os problemas precisam abranger cada vez mais pontos de vista e, muitas vezes, o que mais vemos é o contrário. As soluções são rasas e não estão em conformidade com as necessidades do diversos públicos que temos. Isso acontece porque as soluções são pensadas por grupos homogêneos com bagagens culturais parecidas, que não são capazes de avaliar as mais diversas realidades do nosso mundo. Ao criar times diversos/plurais, conseguimos ter mais pontos de vista na análise dos problemas e, por consequência, chegamos em soluções melhores e que irão alcançar mais pessoas.

Como você pode ajudar (ou não atrapalhar) uma pessoa Trans em sua trajetória profissional
Júlia Victoria Augusto de Moura Xavier

O mercado de trabalho está cada vez mais diverso mas ainda temos muito chão pela frente, isso não é novidade para ninguém. O objetivo dessa palestra é mostrar dados, fatos e narrativas de experiências próprias para que você consiga ajudar ou, mais importante ainda, não atrapalhar uma pessoa trans em seu crescimento profissional.

17:40 às 18:30 Seja aprovado em qualquer evento! Domine os segredos da submissão de palestras
Elder Moraes

Você gosta de palestrar em eventos? Ou então, gostaria de ser tornar um palestrante? Em ambos os casos: você gostaria de aumentar as chances de ter a sua palestra aprovada? Sejamos honestos: a concorrência é enorme! Vários profissionais de alto nível competem para mostrar seus melhores conteúdos nos melhores eventos do mercado. Que tal você ser um deles? Há técnicas, abordagens e práticas que aumentam (e muito) suas chances de encantar aqueles que irão avaliar a sua proposta. Vamos conversar sobre isso? Então junte-se a nós e prepare-se para submeter a melhor palestra da sua vida.

Usando o LinkedIn para construir e fortalecer sua marca profissional
Lilian Sanches

Todo profissional precisa construir e valorizar sua marca profissional. No LinkedIn, além da possibilidade de você se tornar um influencer na sua área de atuação, a exposição e o networking mundial e de fácil acesso ajudarão em sua consolidação e evolução profissional. Tudo ao alcance dos seus dedos e sem investimento. os 4 pilares para se destacar no Linkedin: Construção de Perfil / Portfólio Criando Conexões de valor Interações que geram networking Conteúdos que constroem sua marca profissional - e geram oportunidades.

Data e Local

Quinta-feira, 13 de Junho de 2019
a Sábado, 15 de Junho de 2019

13 às 18:30h

UniBH - Campus Buritis

Av. Prof. Mário Werneck, 1685 - Estoril
Estoril | Belo Horizonte - MG

Informações sobre Data e Local


Investimento

presencial: gratuito para quem estiver no evento no dia